financiamento


A maior cidade de Khitus

E vindo com mais um preview de Dragon Kings, vamos conhecer Paquiodon, a cidade mais populosa de Khitus.

Paquiodon

Uma das maiores e mais prósperas cidades, Paquiodon fica em uma localização ideal, tornando-a uma central de muitas rotas de comércio nessa terra exuberante. Paquiodon é muito mais um caldeirão de intrigas entre as muitas raças de Khitus que a habitam do que uma mistura de culturas diferentes. Uma cidade de maravilhas em três camadas que foi criada há muito tempo atrás por arquitetos e engenheiros paquiauros, sendo a camada de estrangeiros a menor, e estando no topo de uma massiva pirâmide de degraus. Essa parte aloja as cortes e residências para embaixadas oficiais e dignatários de outras cidades-estado. A maior das camadas está na base da pirâmide e é o lar dos paquiauros e de muitos dos galpões e casas relacionados às caravanas. A camada do meio é o lar de uma mistura eclética de comerciantes, traficantes de escravos, mercadores e artesãos de todas as raças.

A cada cinco anos a população da cidade elege três indivíduos – um paquiauro e dois de outras raças – para servir como representantes de cada uma das três camadas e coletivamente como um triunvirato para governar toda a cidade. Os humanos são principalmente Chindi, mas misturados de forma liberal com outras tribos. Cada camada mantém seu próprio contingente ou guildas  prontas para a guarda ou proteção policial, retirada de lixo, controle e taxação mercantil, e ritos funerários. Assim sendo, a perseguição ou punição por crimes em uma camada às vezes pode ser evitada ao fugir para outra, mesmo que o triunvirato tente coordenar e manter as ações da polícia unificadas entre as camadas. Como resultado, muitos ladrões de todas as raças operam na cidade, mas apenas aqueles na camada central são organizados em guildas. É possível ter um item roubado de você no topo da cidade, e que depois é vendido novamente para você em algum grande mercado na base.

O mais famoso marco da cidade está no nível do solo – uma construção cavernosa conhecida como o Salão das Memórias Sussurrantes. Sua mistura única de acústica com pedras psiquicamente ressonantes gera um curioso efeito na construção. Uma pessoa pode sussurrar memórias para a pedra e a construção vai gravar seu sussurro por uma eternidade. Os Paquiauros sugerem seu uso para “raças mais jovens com memórias fracas armazenarem suas histórias e revisitarem o local quando estiverem mais velhos.” Um Guardião dos Sussurros sempre vai permanecer a postos lá para assegurar que nenhum crime ocorra e que as memórias não sejam roubadas.


E aí, quais ideias de personagens essa cidade te dá? Que tipo de personagem você faria em uma campanha baseada em Paquiodon?

Os Reis Dragões estão voltando!

Já leu os previews anteriores? Não, então lê aí:

Dragon Kings


Retornando a Khitus! 1

E agora, com o iminente relançamento da campanha de financiamento coletivo e o lançamento do Livro do Mundo, voltamos com os previews de Dragon Kings!

Vamos ver um pouco das cidades que se espalham pelos quatro cantos do mundo decadente de Khitus, e para começar, nada melhor que Ormas, uma das cidades mais violentas existentes desde o desaparecimento dos Dragon Kings.

Ormas

Ormas é uma cidade às vésperas da revolução. Nessa cidade prajalu que fica no extremo oeste e sofre por conta das Grandes Represálias que dizimaram sua realeza, uma cultura humana decadente forçou seu povo ao extremo, e agora a cidade enfrenta assassinatos, violência, roubo, vício e quase todas as formas de excessos extremos. Ormas é a inumanidade da própria espécie humana escrita em caixa alta, servindo como um exemplo de por que o povo nunca pode permitir que um salteador se torne o líder com promessas de mudança.

O chefe upanya Khanik Thyn ofereceu ao povo um vislumbre da esperança de que ele poderia mudar a estrutura de uma cidade construída em cima do sangue de milhares de escravos. Khanik fomentou dissidência contra um governante justo porém avarento,  liberando um ódio antigo e reprimido que varreu as ruas marrons da cidade como uma tempestade. Esse levante arruinou diversas áreas da cidade e levou à quase mil mortes em uma noite movida a fúria. Prometendo uma nova era para o povo de Ormas, ele fez votos de parar qualquer ameaça à “nova ordem de Ormas.” Mantendo sua palavra, o brutal senhor da guerra decapitou publicamente o governante e trancafiou ou executou praticamente qualquer um ligado ao velho governo. Antes que as turbas percebessem que ele não os estava levando à sua liberdade, Khanik Thyn se coroou no trono e usou seus saqueadores para assegurar seu poder pela força. Após um único dia de Khanik no trono, muitas centenas morreram enquanto “ameaçavam a nova ordem de Ormas.”

Nos últimos doze anos, Khanik tem governado com um punho de ferro tão firme que o povo está novamente se aproximando de seu ponto de ruptura. Qual seria o catalizador que poderia liberá-los, ninguém sabe, mas qualquer mudança vai custar muito a Khanik e seus seguidores. O povo de Ormas buscou liberdade, apenas para ter que enfrentar a seu reinado desprezível e a transformação de sua cidade em um paraíso para salteadores.

Os Mantos Negros são a polícia secreta de Khanik e seus principais oponentes são os rebeldes ocultos coletivamente conhecidos como a Lança da Liberdade. Eles são uma ramificação dos Unnata, ou o tribal Conselho dos Primeiros Filhos. Rumores dizem que o líder da Lança é uma mulher que perdeu toda sua família para a traição de Khanik. Muitos poucos sabem que ela já foi um Manto Negro, o que torna a traição de Khanik mais dolorosa e sua vingança mais doce. Ela e seus rebeldes fazem tudo o que podem para tornar a vida de Khanik e seus seguidores em Ormas, miserável. Sua mão está estendida para os bravos guerreiros que queiram auxiliar sua causa.

Em breve, Paquiodon, uma das mais prósperas e a cidade mais populosa de Khitus…


A Terra Prometida

A região que a Rainha Korinthia está determinada a conquistar é dominada por Davokar, uma floresta que, sozinha, é tão variada quanto um continente. Atravessar a mata de Forte do Cardo até sua fronteira norte demoraria semanas, se não meses, e no caminho alguém teria que enfrentar bestas, assim como elfos hostis, abominações contaminadas e a natureza traiçoeira.

Ao sul de Davokar tem-se uma extensa planície fértil com colinas suaves. Onde elas não são aradas pelos fazendeiros ambrianos, são cobertas por uma grama verde clara ou pequenos arvoredos onde pássaros e bestas das terras baixas encontram abrigo. Esta é Ambria, um reino dividido em sete ducados cercando um domínio governado pela Igreja de Prios, o Deus Sol e o Impositor das Leis. O Grande Ducado de Korinthia é, de longe o maior, assim como a cidade capital de Yndaros é maior do que o Forte do Cardo, Ravenia e a sede da Igreja do Sol, Muralha do Templo.

A região é pontilhada por grandes montanhas em dois lados – as selvagens e majestosas Titãs ao sul; e a leste estão os Corvos que vão ficando mais altas e íngrimes quanto mais pro sul se viaja. Tirando por algumas colônias de mineração e o monastério dos Frades do Crepúsculo ao sul de Yndaros, os ambrianos ainda não estabeleceram nenhum assentamento notável nas montanhas. Ao invés disso, elas se tornaram um refúgio para salteadores, pensadores livres e bárbaros rebeldes. E quanto ao reino anão de Küam Zamok, seus habitantes parecem ser indiferentes aos humanos, com a exceção de poucas famílias que, por razões desconhecidas mas amplamente discutidas, se assentaram em Yndaros.

O clima é mais frio e mais úmido comparado ao que os ambrianos estão acostumados. Os ventos úmidos dos oceanos ao sul escalam as Titãs e não mostram o menor pudor em afogar Ambria em chuvas pesadas, especialmente durante o outono. Os invernos são gelados, com neve cobrindo as ruas de Yndaros por um ou dois meses, ou até mais, durante os invernos que os bárbaros chamam de Istaros, quando os ventos árticos sopram do norte, que são tão frios que lareiras que acabam apagando dificilmente conseguem voltar à vida e o sangue congela nas veias de qualquer um que ouse se aventurar ao relento por mais tempo que o necessário para pegar mais lenha.

Ainda este ano, Symbaroum estará iniciando seu financiamento coletivo!

O livro está totalmente traduzido e irá para revisão no início de Novembro. Mais um jogo com a qualidade que vocês esperam de nós, em um mundo e sistema totalmente novo e intrigante.

Quem quiser saber mais, acompanhar o projeto, andamento e ter mais informações, pode assinar nosso informativo ou fazer parte do grupo sobre o jogo O Pacto de Ferro (Symbaroum Brasil) no Facebook.


A quem você jura lealdade?

Trazendo a incrível arte de artistas renomados que fizeram história nos anos 90, como Gerald Brom e Tom Baxa!

– Bev al-Khim: Misteriosos agentes e negociantes de pele pálida

– Lascósseos: Mortais assassinos marcados por armas escondidas

– Dramidge: Uma escola de magos isolados e devotos dos dragões.

– Gare Attessa: Os onipresentes Cronistas, conselheiros reais e vigilantes

– Kuad Ahir: Os Despertos, seguidores do Profeta

– Mercadores: De vendedores a mestres de caravanas, os comerciantes do mundo

– Nyutu: Os-Que-Tudo-Vêem, artistas itinerantes com poderes mentais únicos

– Qath Manhir: Bandidos e valentões equivocadamente honrados

– Raetann: A burocrática Guilda da Água, emergentes desafiantes dos poderes dominantes

– Rakar: Uma escola de magia, os Engrupidores, especialistas em destruir o mundo com a Ira da Magia

– Shadazim: Guardiões do Correto, novo clero de deuses antigos

– Trakeen: Os Fiéis, adoradores dos Reis Dragões de outrora

– Yenfansa: Temidos e pouco entendidos, os Filhos do Demônio, os Olhos Brancos


As Raças de Khitus 1

Humanos

Membros de várias tribos e etnias, são tão diversos que é impossível caracterizá-los como uma raça única. Temos desde os nômades atites, passando pelos matriarcais chindi que vivem nos confins do mundo, até os raptores de crianças prajalu.

Oritahl

Também conhecidos como Peles Frias. São lagartos humanoides extremamente primitivos, que vem tomando consciência de sua existência e se desenvolvendo tecnologicamente à uma velocidade assustadora.

Krikis

Misteriosos insetos bípedes que vivem em colônias ao redor de um local chamado Terras do Enxame. Divididos em pelo menos três espécies diferentes, possuem uma carapaça quitinosa que os protege e distingue. Apesar de, inicialmente pacíficos, são vistos pelos humanos com certa apreensão, devido à sua natureza expansionista.

Paquiauros

Uma raça de pequenos elefantes com seis membros e um torso ereto. Predominantemente herbívoros e extremamente familiares, os paquiauros já foram uma raça nômade e tribal, mas hoje em dia se encontram em uma sociedade civilizada e ordenada.

Penmai

Comumente chamados de “o povo das árvores”, aparentam ser pequenos humanos de aproximadamente um metro de altura que habitam as copas das árvores e penhascos rochosos. Ninguém sabe ao certo sua história, e eles não fazem a menor questão que saibam também, sempre contando lendas e contos de procedência duvidosa.


Os Reis-Dragões estão chegando! 2

Khitus é um mundo em declínio. Novos heróis terão que surgir para desafiar os perversos antes que tudo esteja perdido…
Os benevolentes Dragon Kings que reinavam sobre Khitus sumiram inexplicavelmente, deixando as poderosas nações de outrora à mercê de criaturas vis. Os Peles Frias e os Krikis crescem não só em número como também em coragem. As desesperadas cidades das Antigas Nações lutam contra invasores selvagens que se aproximam cada vez mais de suas muralhas em ruínas. Escolas ancestrais de magia defendem seus tomos — essenciais às suas sombrias barganhas — mais do que nunca, enquanto os seguidores de um profeta misterioso re-acendem a “magia-que-não-é-magia”. Os elementos essenciais à vida e à civilização estão sendo impiedosamente saqueados por misteriosos farsantes em seu Forte Negro, deixando, em especial, as terras sulistas em maus lençóis…

Dragon Kings, um cenário de campanha criado por Timothy Brown para ser o sucessor espiritual de sua criação mais famosa, Dark Sun.

Em breve, no Catarse!


Mega-Update Pós-Carnaval 3

Voltando do hiato de Carnaval, vamos aos updates, mas, antes de mais nada gostariamos de esclarecer algumas questões que tem sido levantadas.

Sabemos que temos projetos em atraso e, exatamente por isso, estamos segurando o lançamento de todo e qualquer outro projeto da editora até que esses em atraso sejam entregues. Algumas pessoas perguntaram sobre o Déloyal, Espadas Afiadas, etc., que estão saindo antes desses em atraso. Pois bem, como podem ter visto nas respectivas campanhas, esses projetos não são de autoria da editora; ela está agindo como produtora e distribuidora desses produtos. Nós fazemos e supervisionamos a produção e distribuição, porém, a criação do conteúdo fica por conta de seus autores e, deste modo, não atrapalham o cronograma da produção de outros produtos.


The Manhattan ProjectThe Manhattan Project

Sabemos muito bem o parto que está para sair isso, e que, novamente, a produção não foi entregue agora no final de Fevereiro. Sabemos BEM como é essa frustração, e nós mesmos já estamos irritados com isso. É óbvio que não queríamos atrasar o jogo e que isso gera prejuízo para a editora, inclusive, por conta de coisas assim que revisamos todo o processo de lançamentos e haverão mudanças drásticas nele em 2017; não faremos mais pré-vendas do jeito que têm sido feitas pois isto gerou dor de cabeça para vocês, nossos clientes, e para nós também, sem falar que já se tornou indesculpável.

Pois bem, a tivemos que refazer a caixa do jogo, pois um mal-entendido na produção fez com que os tabuleiros fossem impressos no tamanho correto, porém, a caixa não (o tabuleiro maior simplesmente não cabe lá). Nos foi dado um prazo até o final de Março para refazê-las e enviar para a editora.

Algumas pessoas perguntaram, “ah, mas porque continuam com a tal gráfica”? Pois se mudássemos nesta altura do campeonato, o jogo ia atrasar ainda mais do que já atrasou.

Sabemos que, à esta altura do campeonato, é demais pedir um pouco de paciência, mas é o que podemos pedir. Por ser o primeiro jogo grande da editora, queremos que a qualidade fique impecável. E isso, podemos garantir que ficará (inclusive, demos um upgrade nos tabuleiros individuais que agora estão em papelão mais grosso, assim como o central, diferentes dos originais, que são bem finos).


imperial2030_caixaImperial 2030

Quanto ao Imperial 2030, ainda estamos aguardando a liberação da alfândega. Nosso despachante disse ter havido um problema por conta do peso da carga, que precisa ser acertado com a PD-Verlag (a editora original alemã). Na nota de despacho, consta que a carga tem cerca 900kg, enquanto na nota fiscal, ele tem pouco menos de 600kg, sendo que, cada jogo pesa 1.5kg. Ou seja, a PD-Verlag errou feio na pesagem. Como eles só funcionam em alguns horários específicos da semana (como podem ver aqui), a resolução desse problema é, infelizmente, demorada. Mas já estamos trabalhando em cima disso.

 


Mutant: Ano Zero

O Pacote de Dados, pronto para ser usado no jogo, está de volta em nossa loja, para comprá-lo, basta ir aqui.

O Arquivos do Éden já está pronto e estamos embalando para começar os envios.

Temos planos para começar o financiamento de alguns dos suplementos, escudo e deck de cartas no primeiro semestre.

Além disto, iremos lançar o Livro Introdutório (ou, Guia Para Novos Mutantes) ainda no primeiro semestre. Além de conter as regras básicas, ele contém material novo até para quem já tem o livro, fiquem ligados.

 

 

 


Shadow of the Demon Lord

O late pledge continua rolando aqui. O livro começa a diagramação essa semana e até o fim do mês, iremos liberar o PDF.

 

 

 

 

 

 

 

 


espadasfeiticosrpg_capaEspadas Afiadas & Feitiços Sinistros

Continua em financiamento aqui. Ainda esta semana iremos liberar a compra da versão física do Livro do Criador através do projeto. Lembrando que este será um ítem exclusivo do financiamento, não podendo ser adquirido posteriormente através de nossa loja virtual (nota: iremos produzir uma quantidade mínima de 100 unidades, caso não sejam vendidas todas no financiamento, as restantes serão vendidas apenas em eventos).

 

 

 

 

 

 


Interface Zero 2.0 - Livro BásicoInterface Zero

Ele está em pré-venda aqui. Já disponibilizamos a versão provisória do PDF do livro e as aventuras seguem para a tradução. Esta versão não é a versão final, nem a que será impressa. Ele irá passar por uma revisão final, o chamado cata-piolho, para pegar quaisquer erros que tenham passado despercebidos pela revisão, além de fazer uma revisão geral no glossário de termos.

 

 

 

 

 

 


Déloyal

Os livros já estão prontos e começaremos os envios essa semana.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


caixa_frontO Morcego Covarde

Por conta do atraso no The Manhattan Project, tivemos que segurar a produção do Morcego Covarde. Assim que tivermos notícias mais concretas, iremos anunciar.

 

 

 

 

 

 

 

 


Dragon Kings - Livro de CenárioDragon Kings

Agora é oficial, Dragon Kings será nosso próximo projeto de RPG! Assim que os projetos pendentes de RPG forem para a gráfica, daremos início ao financiamento coletivo deste inóspito mundo desértico, onde seu maior aliado é um recurso dado como garantido em quase todos os lugares: água. Dragon Kings trata-se de um sucessor espiritual do aclamado Dark Sun, criado por Timothy Brown. Ele será um cenário multi-sistema (Savage Worlds, Fate, Pathfinder, 13a Era, Old Dragon, etc.), com algumas versões exclusivas do Brasil.

Você pode saber mais sobre o jogo aqui.

 

 

 

 


Desafiantes

Estamos estudando uma reimpressão do Desafiantes ainda para o primeiro semestre. Fiquem atentos!

 

 

 

 

 

 

 

 


Symbaroum e Walküre

Ambos estão agendados para o segundo semestre de 2017, via financiamento coletivo.


Novos prazos, novos produtos, novas ideias… 1

Vamos colocar uma breve atualização de novos produtos, prazos e coisas boas que virão, a fim de deixar todo o nosso público a par das novidades!

Dados do Mutant: Ano Zero

Os dados já voltaram para a nossa loja! Foi um dos produtos que mais foi vendido ano passado e tivemos um pequeno hiato sem ele. Agora estamos com estoque reposto, porém as vendas continuam em alta!

Ainda não adquiriu o seu? Clique aqui!

dados_mutant

Manhattan Project, Morcego covarde e Imperial 2030 estão chegando!

NaçõesSabemos que estamos atrasados com o lançamento do tão esperado The Manhattan Project. Porém estamos constantemente em contato com os nossos fornecedores para tentar antecipar esse processo, ainda mantendo a mesma qualidade para que o jogo seja lançado bom, bonito e barato.

Vale lembrar que a versão brasileira, apenas para quem comprou na pré-venda, virá com a expansão Nações que acrescenta poderes variados para cada jogador.

Já o esperado Imperial 2030 já está na alfândega brasileira, aguardando liberação. Portanto, acalmem seus corações econômicos, que em breve chega!

Shadow of the Demon Lord em fase final de apoio

O RPG que bateu recorde de arrecadação no Brasil em sua campanha de financiamento coletivo, Shadow of the Demon Lord, de autoria de Robert J. Schwalb, está agora no ar em campanha flex, ou seja, em forma de late pledge (uma espécie de pós-financiamento) a fim de dar oportunidade a todos que não puderam participar na campanha principal. Clique aqui e não perca essa oportunidade! Já conseguimos bater mais 3 metas e muitas ainda estão por vir! Sem contar que é um absurdo o que você ganha comprando o livro básico…

Mais de R$400 em produtos!

Mais de R$400 em produtos!

Um RPG old school? Sim!

Espadas Afiadas & Feitiços Sinistros é um RPG de espada e feitiçaria old school com regras leves. Ele foi inspirado pelo jogo de fantasia original e o movimento Old School Renaissance (OSR), assim como pela obra de autores como Robert E. Howard, Clark Ashton Smith, H.P. Lovecraft, Fritz Leiber e Michael Moorcock. A campanha de financiamento já está online e já estamos indo para as metas estendidas, como novas aventuras e suplementos!

espadasfeiticosrpg_capa


Está no ar a invocação do Demon Lord! 1

Às vezes, o mundo precisa de heróis. Mas, no desespero dos últimos dias, o mundo aceita qualquer um: heróis, patifes, loucos, e qualquer um que queira lutar contra a escuridão que está por vir. Você irá lutar contra os demônios ou irá queimar tudo e dançar sobre as cinzas? Quem você se tornará, quando o mundo morrer?

Shadow of the Demon Lord é um jogo de RPG de fantasia sombria — um gênero que mescla elementos de horror em um mundo de fantasia. No jogo, você cria e interpreta personagens que lutam para sobreviver em uma terra em rumo ao esquecimento, um lugar infestado por demônios, hordas de mortos-vivos, magia estranha, cultistas desequilibrados, e tudo isso nas ruínas do último grande império da humanidade.

Um RPG completo em um único livro, Shadow of the Demon Lord traz tudo que você precisa para criar personagens e jogar com eles, formar grupos em busca de aventuras e contar histórias excitantes com seus amigos. Este livro dá aos Mestres de Jogo, todas as ferramentas que eles precisam para criar aventuras com mais de 100 criaturas vis, uma região detalhada do mundo de campanha e um extenso repertório de dicas para ajudar a gerenciar o jogo.

O livro será impresso em formato A4 com as páginas feitas de papel couchê e impressão colorida. A capa será rígida e com tratamento gráfico de primeira qualidade. O livro terá aproximadamente 272 páginas e iremos sacrificar um goblin para cada página ao ser completada, em nome do Destruidor de Mundos! Apoie a campanha… Antes que o mal chegue.

APOIE AQUI